Quarta-feira
12 de Dezembro de 2018 - 
SOLUÇÕES PRÁTICAS PARA QUESTÕES COMPLEXAS!
ADVOCACIA ESPECIALIZADA COM ÉTICA E EFICIÊNCIA!
MAIS DE 16 ANOS DE EXPERIÊNCIA!
EXCELÊNCIA NA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS JURÍDICOS!

Área do Cliente

Consulte aqui o andamento do seu Processo:

INFORMATIVO JURÍDICO

Cadastre-se e receba nossos Informativos:

Webmail

Acesso Restrito

Informativo


Incidência de Imposto de Renda nos atrasados recebidos pelo INSS - 05/10/2011

 
Dá para reaver até R$ 1.639 mordidos pelo Leão do IR por MAX LEONE
Segurados do INSS que vão receber R$ 6 mil de atrasados vão sofrer desconto inesperado

Rio - Para que a maior parte dos 62.734 aposentados do INSS possam recuperar a forte mordida que levarão do Leão do Imposto de Renda (IR) sobre os atrasados de até R$ 6 mil do acordo do teto previdenciário, será preciso que declarem o desconto inesperado no ajuste anual do IR . Um segurado com menos de 65 anos de idade, por exemplo, que ganha o teto atual (R$ 3.691,74) e terá os R$ 6 mil retroativos será taxado na fonte em R$ 1.941,27. Os atrasados serão pagos esta semana juntamente com os benefícios de setembro.



Se Previdência já tivesse se adaptado às instruções normativas 1.127/2011 e 1.170/2011, da Receita Federal, o desconto desse mesmo aposentado seria de apenas R$ 302,97. A diferença de R$ 1.639 que vai direto para o Fisco só deverá voltar em forma de restituição. A Previdência alega que o prazo para fazer a correção vai até o fim do ano.

Segundo o diretor de Assuntos Técnicos do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita (Sindifisco Nacional), Luiz Antônio Benedito, que fez as simulações a pedido da Coluna, para ter de volta a diferença o aposentado terá que informar o desconto na declaração do IR ano que vem. Assim, será restituído.

ATENÇÃO PARA DECLARAR

"A Previdência já devia ter feito o ajuste. As INs são de fevereiro. O aposentado precisa ficar atento, quando fizer a declaração do IR. Terá que informar o desconto na fonte sobre os atrasados. É preciso esperar a Receita definir como será a declaração”, explica Benedito, ressaltando que este ano foi feita na ficha “Rendimentos Recebidos Acumuladamente”.

As instruções tratam de cobrança do IR sobre atrasados de ações judiciais e processos administrativos recebidos de uma vez. A medida entrou em vigor para fazer o contribuinte pagar menos imposto.


Fonte: O Dia Online - 04/10/2011
Visitas no site:  3135342
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.