Quarta-feira
12 de Dezembro de 2018 - 
SOLUÇÕES PRÁTICAS PARA QUESTÕES COMPLEXAS!
ADVOCACIA ESPECIALIZADA COM ÉTICA E EFICIÊNCIA!
MAIS DE 16 ANOS DE EXPERIÊNCIA!
EXCELÊNCIA NA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS JURÍDICOS!

Área do Cliente

Consulte aqui o andamento do seu Processo:

INFORMATIVO JURÍDICO

Cadastre-se e receba nossos Informativos:

Webmail

Acesso Restrito

Informativo


O INSS E A INCAPACIDADE LABORATIVA - 11/01/2012

O INSS E A INCAPACIDADE LABORATIVA: Auxílio-Doença, Aposentadoria por Invalidez e Auxílio-Acidente.
 
Mesmo o trabalhador encontrando-se incapacitado para o exercício profissional é comum o indeferimento de benefícios previdenciários e a alta programada, determinado data específica para encerramento do benefício e suposta cura do segurado. Perícias realizadas nas agências da previdência social por médicos com especialidade diversa da doença analisada é outra causa que leva a milhares de indeferimentos de benefícios.
 
A incapacidade laborativa é verificada quando a pessoa encontra-se impossibilitada ao exercício de atividade laboral remunerada. Essa incapacidade pode ser provisória ou definitiva.
 
O auxílio-doença será devido ao segurado que ficar incapacitado para o seu trabalho ou para a sua atividade habitual por mais de 15 dias consecutivos. Trata-se, portanto, de benefício destinado ao segurado com restrições totais, porém transitórias, não definitivas, para o trabalho.
 
Em caso de restrições para o trabalho de forma total e permanente será devida a aposentadoria por invalidez.
 
Já o benefício previdenciário chamado de auxílio-acidente, é devido ao trabalhador que sofre um acidente no trabalho ou no trajeto ao trabalho resultando em seqüelas que reduzem sua capacidade laborativa.
 
Iniciando no dia subseqüente ao término do auxílio-doença, pode cumular com outros benefícios, sendo devido até o trabalhador se aposentar, no valor
correspondente a 50% (cinqüenta por cento) do salário de benefício que deu origem ao auxílio-doença. Em caso de acidente no trabalho ocorrido antes de 1997, o segurado tem direito a receber cumulativamente o auxílio-acidente com aposentadoria.
 
Dúvidas e sugestões através do e-mail: contato@limasilva.com.br
 
Telefone: (21) 3286-0272 // 98123-4492
 
 
Autor: Adriana Silva dos Santos
Visitas no site:  3135348
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.